30 de novembro de 2014

País mais verde não há!!!


Boa noite e bom dia por aí! J
Continuamos a navegar pelo país verde. Nunca vi tanto verde e tanta vaca e ovelha, na minha vida. Devem ser muito felizes a viver num prato de comidinha (palavras do Ricardo). O Ricardo acha um sonho esta vacaria toda, não por as achar lindas, mas porque deseja que chegue o dia em que vai ter um mega bife no prato.
São 3,2 milhões de habitantes, na Ilha do Norte que tem 1.200 kms de extensão. Poucas pessoas, para tanta paisagem! Não se vê quase ninguém pelos caminhos e estradas que passamos e as casas estão muito espaçadas umas das outras, à exceção de pequenos aglomerados a que eles chamam cidades. Não há prédios, só casas e tudo funciona na perfeição. Perfeito demais, como as suas paisagens. Qualquer serviço ou loja fecha às 16h30, pelo que há tempo para trabalhar e para usufruir desta natureza, sim porque não há mesmo mais nada.
Nestes dias andámos pelo norte do país, com chuva, vento, sol e frio. Fomos seguir a rota dos Maoris (população indígena, oriunda da Polinésia, que povoou a NZ, antes dos europeus cá chegarem), ver as primeiras casas da Nova Zelândia, descer dunas com pranchas de body board, ver as “Kauri Trees” (árvores gigantes) e fizemos um trekking na Waipoua Forest.
Nesta zona norte, vivem os kiwis, o animal que dá a imagem ao país. Parece um pato, mas não voa, vive de noite e 70% deles são comidos por cães, o país vive a tentar protegê-los porque estão em vias de extinção. Ninguém os vê, mas o Ricardo teve a sorte de passar por um à noite em Russell. Eu e o Manel continuamos à procura...
Quando o sol aparece, a paisagem ganha uma luz e uma intensidade que não quero mais esquecer. Com chuva também é muito bom, mas falta qualquer coisa. Esperemos que o Verão chegue em breve...

 1as casas da NZ

 aldeia maori


 Pelos trilhos dos Maoris.

 dormimos...

...aqui!

 a preparar o surf nas dunas

 eles estão lá em cima,  são aqueles pontinhos.

um ás cavalitas do outro, lá vêm...

 é assim...

 uma paragem para almoço

 uma vista deslumbrante

 umas cabras bébés

 e uma Kauri gigante!

nós, entre 2 kauris.

 na floresta

 demos boleia a 1, depois a mais 2 backbackers, que se arrependeram de ter pedido boleia, depois do Manel ter vomitado alarvemente. Estávamos no meio do nada e foram obrigados a seguir viagem connosco :)

 



3 comentários:

  1. Podes tentar tirar uma foto a um kiwi ? Se não for pedir muito ? :)

    ResponderEliminar
  2. Prá próxima filma o Manel a ir ao grego! :-)

    ResponderEliminar