3 de março de 2012

Quase a sair do Mexico.

O Mexico está a ficar para trás, foram quase 10.000 kms no país do
chili, e dos burritos, que vai deixar saudades e muitas coisas por ver.
Bem, mas ainda cá estou a aproveitar cada dia e por isso ainda não é altura de despedidas.
Deixamos a Bahia Concepcion com a saudade que ficou escrita e fizemos nos à estrada.
Paramos em Santa Rosalia, para fazer o almoço e ver a Igreja que o Eifell desenhou e enviou de barco em "peças". para ser construída. Eu, já só pensava na próxima paragem e o Ricardo também, por razões diferentes. Eu ía ver e tocar em baleias (lugar onde têm bebes entre Jan e Março), o Ricardo ía jantar no melhor restaurante da Baja. Tudo isto em Guerrero Negro. O lugar, é tão feio, que nem uma foto tenho, para a historia. A mim correu me muito mal, havia muito vento e cancelaram a ida para o mar. Para o Ricardo correu bem, ceviche de vieiras, peixe, burritos de peixe...tudo delicioso.
As previsões para a manhã seguinte eram iguais ou piores :( Quis vir embora na hora! Mas não se deve guiar depois dopor do sol no Mexico...De manhã, bem cedo, porque a hora entretanto muda (dif de 8h com Portugal), ou seja, o Manel acordou ás 6h, arrancamos m direcção à Bahia de Los Angeles.
O caminho é fabuloso, vale a pena só fazer o caminho de trás para a frante. O lugar onde ficamos, parece Beirute. O Visual não á mau, mas não podemos olhar à volta. É só para dormir...
Voltamos à estrada e queremos dormir em Catavina. Reencontramos uns ingleses, muito porreiros, que estavam numa das praias da Bahia e também íam para lá. O caminho foi surrealista, estava um vento ciclonico (o mesmo que não me deixou ir ás baleias) e a Pura Vida não andava mais de 60kms/hora. Chegamos ao destino e nao pudemos ficar. Tive muita pena, era um sítio lindo de morrer, mas não conseguíamos nem sair da caravana e o Manel levantava vôo... Despedimos-nos dos Ingleses, comemos uma enchilada (comeu o Ricardo, eu nao fui capaz) e seguimos...
Não há bombas de gasolina em varias partes do deserto. Há uns "cowboys" com tanques a vender gasolina, bem mais cara, na estrada. Não temos outro remédio.
Lemos no guia, que há um lugar em Sta Rosario que tem os melhores burritos de lagosta da historia. Este é o genero de paragem que com ou sem vento, o Ricardo não deixa escapar! Lá fomos, muito bons!!! e ainda por cima cheio de fotos do Rallye da Baja, estava ddooiidddooo!
O dia estava a acabar, fizemos muitos kms e tínhamos de parar. Chegamos a San Quitin, ficamos atrás de uma duna, protegidos do vento. De manhã, estava um dia lindo, nesta praia onde não se vê o fim do areal. Eramos os únicos. Sem vento e a pensar ainda nas baleias, lá fui...

 a igreja do Eifell

o caminho é lindo

 deserto,

 montanhas,

 mar à vista! Bahia de Los Angeles

 Bahia de Los Angeles

 Beirute?!?

 dormimos aqui


 outra vez o caminho lindo


 posto de gasolina :)

 a senhora das enchiladas

 bye bye






 em Sta Rosario



 

 chegamos a San Quintin

 mais uma estrada de terra e está quase...


 amanhã há mais

 Bom dia!


1 comentário:

  1. estamos a morrer de saudades, fazem-nos sonhar todos os dias... bj

    ResponderEliminar